quinta-feira, 3 de maio de 2018

Passagem do quarto de bebé para o quarto de «crescido»

Esta é uma transição que normalmente ocorre a partir dos 5 anos. Altura em que alguns começam a escola dos "crescidos".

O quarto também muda, como reflexo da nova fase das suas vidas.

Começa-se pela mudança de cama que acaba por se tornar o ponto mais marcante do quarto, onde vale a pena apostar numa boa colcha e almofadas decorativas divertidas.
Gostamos muito de ouvir a opinião e desejos nestes nossos mini clientes para que os espaços fiquem do agrado não só dos pais, como dos pequenos. Afinal, serão eles os verdadeiros "donos" do espaço.

A zona de actividades cresce e passa a fazer falta uma secretária pequena, adaptada à sua altura.
Tudo o resto é reorganizado. E se o planeamento for feito antes, esta fase fica bem mais simples e descomplicada para os pais.

Quando o projecto do quarto do bebé é feito por nós, o quarto chega a esta fase já com bastante trabalho adiantado. Os clientes acabam por conseguir adaptar o quarto para esta nova fase porque já houve uma apresentação feita com esta solução, lá no inicio, quando o bebé ainda estava na barriga da mãe. Isto permite que as escolhas sejam as melhores, desde o início.
É mais uma das fases do nosso trabalho que nos dá tanto gozo e nos faz ter a certeza que estamos no caminho certo.
Este é o quarto do Tomás, feito antes dele nascer ( já com uns mesinhos), e já preparado para o ver crescer.

imagem 3D Ambiente de bebé

imagem 3D Ambiente fase pré-escolar/escolar


                                                                                                  

             Fotografias ambiente actual

Projecto: This Little Room
Fotografia: Liete Couto Quintal

geral@thislittleroom.pt

Beijinhos,
Kátia e Miriam

quinta-feira, 29 de março de 2018

O quarto da Maria, por Miriam Sequeira


Dizemos constantemente que, para nós, todos os espaços que fazemos são especiais e, quem trabalha connosco é quem melhor pode confirmar que é mesmo assim.
Imaginem o que acontece quando os quartos que fazemos são de casa???
Resposta: Temos dificuldades! :D:D
É a mais pura das verdades. Parece que todas as certezas que temos ao pensar para os projectos dos clientes, deixam de existir.
Sabemos do que gostamos mas…. gostamos de tanta coisa! E queremos fazer a melhor escolha, claro! Muita pressão! ;)
Também aqui, o bom é que somos duas.
O quartinho da Maria é na casa da Kátia e gostei tanto de poder ajudar nas escolhas finais para este quarto. Confesso que este quarto foi ainda mais especial.
Como profissional da área que é, a Kátia fez bem o TPC e eu apenas ajudei a desbloquear um pouco as dúvidas.
O quarto foi sendo composto. Primeiro a escolha dos móveis e dos tapetes.
Depois, para o toque de aconchego final, os papéis de parede, as cortinas e os detalhes decorativos.
A Maria (sobrinha emprestada), acabou de fazer 5 anos, é muito feminina e tem uma forte queda pelo rosa claro.<3 5="" acabou="" anos.="" claro.="" com="" de="" e="" fazer="" feminina="" font="" forte="" muito="" pelo="" queda="" rosa="">

Os quartos das crianças têm de ser resultado das suas "pequenas" personalidades.

Branco, rosa claro e cinza e muita luz.
Os cortinados brancos, translúcidos o suficiente para não bloquear a entrada de luz natural, ficaram lindos e o papel de parede - com padrão geométrico em tom rosa velho - deixou-nos rendidas.
As almofadas, candeeiros e iluminação de presença, cestos e mantas são os detalhes que fazem a diferença.

A Maria adora.

Esperamos que vocês também.




 





(simplesmente Adoro esta foto!)
:)


Beijinhos,
Miriam



quinta-feira, 1 de março de 2018

O quarto dos pequenos numa casa arrendada

Quando arrendamos um apartamento, muitas vezes cometemos o erro de achar que não devemos investir na decoração do espaço.

Existem no mercado, várias possibilidades de transformar o quarto de uma criança, num espaço de sonho, sem que tenha de alterar nada da casa.

Se não gosta do chão, poderá optar por tapetes de grandes dimensões, escondendo grande parte dele e criando aquela sensação boa de aconchego.
Nas paredes opte por stickers, que são uma boa alternativa em relação ao papel. Ainda que existam papéis fáceis de colocar e remover, esta é também uma opção menos dispendiosa.
Existem vários tipos em tecido, por exemplo, e não estragam a parede.

Pode também optar por usar aqueles pregos com um nome simpático (amigos do senhorio) para pendurar prateleiras leves e com formatos giros para colocar pequenos brinquedos, ou pendurar prints divertidos e inspiradores.

Invista em iluminação para corrigir um quarto com pouca luz natural, por exemplo. Luz de preferência não muito branca, nem muito amarela.

Outro bom investimento é o mobiliário versátil e fácil de montar e desmontar. Peças que sejam realmente úteis, que ocupem pouco espaço e que, facilmente possa adaptar a outro espaço.

Depois, para personalizar ainda mais, invista nos tecidos: cortinados, almofadas, roupa de cama.
Se não gosta da caixilharia, ou tem uma caixa de estores que se destaca...coloque as cortinas de modo a que tudo isto fique o mais despercebido possível.

Mesmo que não queria fazer nenhuma alteração que implique obra, pode sempre decorar com peças que sejam o seu estilo e que valorizem a casa também, mostrando a sua personalidade.

O quarto do seu filho/filha deverá ter a personalidade dele. Ele merece sentir-se feliz ao entrar no seu espaço, seja seu por 1,  ou 10 anos. :)

Nós estamos aqui para ajudar. :)

Sugestões de ambientes:








Para informações sobre projectos envie mensagem privada na nossa página do Facebook ou um e-mail para:
geral@thislittleroom.pt

Beijinhos,
Kátia e Miriam

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Cada criança é uma criança = Cada quarto é um quarto

💗💓💓💓Claro que usámos a frase que se adapta ao nosso público-alvo mas, a verdade é que esta máxima se adequa às pessoas e espaços, em geral. 

No caso de espaços privados, como casas, a decoração deve ser o reflexo de quem vive ali.
Podem olhar para os espaços criados por nós e dizer que existem características que são comuns - verdade!- mas nenhum espaço é igual ao outro.

As características comuns prendem-se tanto com o nosso gosto pessoal, e fio condutor que nos identifica, mas também com algumas regras e formas de actuar que sabemos serem as melhores para nos guiarmos.

A partir daí as diferenças nascem do próprio espaço mas, sobretudo, do feedback que temos de quem irá usar o espaço e como o irá usar.

No caso dos quartinhos das crianças que ainda não nasceram e das que são ainda muito pequenas, claro que são os pais que nos dizem o que esperam para aquele quarto.

Quando a idade é um pouco maior e já se começa a fazer notar a personalidade, gostamos tanto de procurar elementos que tenham exactamente a ver com aquele gosto específico, como a leitura, uma determinada cor, aviões, comboios ou até o Mundo....

Sendo assim, como apaixonadas pelo nosso trabalho que somos, acreditem, quando nos confiam a tarefa de decorar o espaço da pessoa/ pessoas mais importantes para vocês, nós sabemos o privilégio que é. 

Somos constantemente convidadas a entrar nas casas dos nossos clientes, a conhecê-los de uma forma próxima, ficamos a conhecer a família e o seu funcionamento e sentimos isso como uma responsabilidade. 

Falamos sobre gosto, função, cores, materiais, elementos a manter, dinheiro a gastar.... e preocupamo-nos em tornar a experiência de contratar uma equipa profissional de decoração na melhor experiência possível.  
Tudo isto é tão diferente de cliente para cliente, que apenas poderá dar origem a um espaço diferente, à sua medida.

Com outros em mão e a revelar em breve, recordamos alguns dos projectos TLR fotografados, dos quais nos orgulhamos.

Os nomes podem até repetir-se mas cada criança é sempre única, também para nós.
Obrigada pela confiança.

Beijinhos,
Kátia e Miriam

Quarto do Duarte 
Quarto do Tomás
Quarto do Rodrigo
Quarto da Vi
Quarto da Nicole e Íris

fotografia: Liete Couto Quintal

Para mais informações sobre os nossos serviços contactar geral@thislittleroom.pt


terça-feira, 30 de janeiro de 2018

O quarto do Francisco e do Manel

Era uma vez dois irmãos, o Francisco e o Manuel. O Francisco tem 4 anos e o Manel 2.

O desafio neste espaço foi criar um quarto montessoriano para dois irmãos pequenos, com dois anos de diferença. Aproveitar algum mobiliário de arrumação e dar uma lufada de ar fresco ao espaço que estava demasiado «bebé».

Reorganizámos o quarto alterando a disposição do mobiliário, pensando o ambiente para que os maninhos sentissem que o espaço é deles. Aqui terão acesso a tudo e poderão explorar e aprender a organizar o quarto como gostam.

Sugerimos camas baixas. de formas divertidas,  em que não há perigo de quedas, e onde podem entrar e sair quando querem. O sonho de qualquer criança que nesta fase o que mais gosta de dizer é "não", precisamente para mostrar que começa a ter as suas próprias ideias e vontades. :)

Uma das peças que mantivemos foi o tapete. Sendo este um elemento grande, de cor chamativa, optámos por usar bastante branco no resto do quarto para que fosse este o elemento de destaque. 
Ao branco acrescentámos detalhes de cinza e amarelo .

Depois espalhamos detalhes que personalizam o espaço:  os aviões que fazem lembrar a profissão da mãe, iniciais em almofadas....
Criámos zonas estrategicamente localizadas para actividades, brincadeiras e arrumos divertidos, como os cestos presos em cabides coloridos na parede.
Os arrumos estão espalhados pelo quarto em cestos maleáveis e bastante leves, caixas lego e estantes baixas... Não havendo desculpas para ter tudo desarrumado.
Gostamos de incentivar as crianças a ganharem o gosto por um espaço organizado, ainda que à maneira delas.
Já fizemos "testes" suficientes para saber que funciona... ;)







~

Beijinhos,
Kátia e Miriam

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

O quarto do Adam

O quarto do Adam foi dos últimos projectos que apresentámos em 2017.

Foi um projecto que nos deu um gosto especial pelos dos tons escolhidos pelos pais.
Também nós gostamos muito de tons pastel, dos cinzas, dos mentas, do branco. Quisemos apenas acrescentar pontualmente em objectos diferentes tons como o creme e o amarelo suave, como foi o caso da grinalda e do cesto.
De resto brincámos com as paredes ao sugerir uma com pinturas de montanhas em tons de cinza e na outra com stickers cor menta.
O mobiliário e peças decorativas foram escolhidos de acordo com o orçamento disponível, de forma a que os pais conseguissem adquirir a maioria online ou através da This Little Room.

Gostamos bastante de quartos de bebés que convidem ao descanso, com cores relaxantes e suaves. Foi esse o nosso ponto de partida. Depois procurámos peças confortáveis e, tendo em conta a sua utilização, com boa relação qualidade preço. Respeitando sempre o orçamento que nos foi dado e tentando que nada faltasse no espaço do Adam.

Como o quarto tem dois vãos para o exterior, tivemos atenção à distribuição do mobiliário de forma que tudo estivesse bem colocado e fácil de adaptar quando o Adam for mais crescido e precisar de uma cama maior.

Tivemos em atenção o facto dos pais não gostarem de furos na parede e sugerimos uma arrumação para livros para colocar no chão junto à poltrona. Tendo em conta que as paredes deverão estar livres, optámos, como já referimos, sugerir stickers com triângulos numa parede e na oposta uma pintura divertida.

Aqui está um pouco do resultado final deste projecto online que apresentámos e que a cliente gostou e aprovou.
Começa agora a fase mais bonita: a concretização do projecto. :)


Beijinhos,
Kátia e Miriam

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

O quarto da Vitória está pronto!

A espera foi grande, sabemos. Mas... hoje (finalmente! :) :)) podemos mostrar as imagens do quarto da Vi - como carinhosamente é tratada a pequena Vitória. (Já vos falámos deste espaço aqui e aqui.)

A Vi ainda é bebé, não imagina o quão ansiosas estávamos por estas fotografias. E o tempo que passou entre a primeira conversa entre nós e a Ana, e o dia que levámos a nossa querida Liete ao espaço para ser fotografado. Não faz ideia nenhuma das limitações que tivemos de superar, entre o que a Ana pretendia, o budget disponibilizado pela La Redoute e as limitações do espaço. Deu-nos um gozo tremendo, confessamos. E aqui está o resultado.

Foram precisos alguns ajustes, como acontece quase sempre. O roupeiro existente deu lugar a este novo mais pequeno que o antigo, e a ideia de papel de parede inicial, deu lugar aos stickers, por exemplo.

Não se esqueçam de ver as imagens em 3D do quartinho em projecto onde mostramos a nossa sugestão para a versão crescida que gostamos de dar aos nossos clientes.

Esperamos que gostem. :)












Foto Credits: Liete Couto Quintal

Stickers: Esta é uma surpresa que divulgaremos brevemente.

Beijinhos,
Kátia e Miriam